segunda-feira, abril 11, 2011

Os Estranhos Mundos de Phillip K Dick parte 1

Por Jefferson Nunes
Phillip K. Dick e sua Irma gêmea, nasceram em 1928, na cidade de Chicago, EUA. Ela morreu 41 dias depois do seu nascimento, ele sobreviveu para se tornar um dos maiores escritores de Ficção Cientifica do século 20.  Dick foi uma testemunha da Grande Depressão de 29, vivendo em um lar desfeito. Seu pai, um funcionário do Ministério da Agricultura, deixou a família em 1931, e Dick cresceu com sua mãe em meio a jovem boemia em Berkeley, Califórnia.
  Um ‘aluno perturbado’, assim estava registrado na sua ficha escolar. A FC entrou em sua vida por acaso aos 12 anos quando comprou uma publicação do gênero pensando ser uma revista de ciências naturais.  Descobriu então os autores Robert A. Heinlein e A. E. Van Vogt, que foram influências constantes em toda sua obra. Phillip passou então a escrever. Publicando alguns contos de forma amadora num suplemento da gazeta de Berkeley chamado Clube dos Autores Jovens.
Em ‘Confissões de um Artista Ruim’, escrito em 1959, ironicamente se auto definiu como “Um garoto desajeitado, jorrando idéias excêntricas, retiradas de revistas pseudo científicas”.
Dick tinha poucos amigos, até que começou a trabalhar numa loja de discos em Berkeley, onde adquiriu um conhecimento enciclopédico de música clássica e a amizade de clientes e colegas. Nesse período casou-se e separou-se rapidamente.
Em 1947, Dick foi morar em uma pensão, dividindo o quarto por um curto período de tempo com o poeta Robert Duncan. Casou-se novamente em 1949 e iniciou sua carreira literária, publicando histórias de ficção científica.
Em 1951, pediu demissão do emprego de balconista , e passou a se dedicar de forma integral aos seus escritos. Entre 51 e 58, escreveu mais de 80 contos e o romance A Solar Lottery, publicado em 1954.
O seu primeiro romance se passa em uma Terra onde o presidente do planeta é escolhido por meio de um intrincado sorteio numérico, dando a chance de qualquer um ocupar o cargo.
O presidente (que tem o título de Quizmaster) tem que provar a dignidade para ocupar o cargo sobrevivendo a um atentado planejado. Se não morrer fica no cargo, caso contrário outro sorteio é realizado.
O período que Dick entrou no mercado foi considerado uma era de ouro para o gênero de ficção cientifica.
 Os Pulps dos anos 30 entraram em declínio depois da guerra e foram substituídas por uma enxurrada de livros de bolso baratos onde a ficção científica ocupava lugar de destaque.
Ao longo dos anos 50, Dick trabalhou em estreita colaboração com o editor Don Wollheim. Datilografava da hora que acordava até a hora que dormia, e se transformou em um escritor prolífico e tipicamente desigual do gênero. Dick foi bem sucedido : seu romance ‘Solar Lottery’, publicado em 1955, vendeu 300.000 cópias, e ele se tornou um dos primeiros clientes do poderoso agente Scott Meredith.
 Ainda assim, não era a vida de um escritor consagrado; royalties eram escassos e os manuscritos eram alterados à vontade do editor, visando garantir a quantidade adequada de ‘guerras extraterrestres’ e ‘engenhocas mirabolantes’.

Sem comentários:

Enviar um comentário