terça-feira, março 15, 2011

Congozada

Hoje conversei com o presidente do bloco Congozada. Foi uma conversa bastante proveitosas e pacífica. Ele se dispôs a assinar um termo de ajustamento de conduta (TAC) garantido hotel para as pessoas que se sentem incomodadas com o som alto do evento. Amanhã iremos ao Ministério Público para verificar a formalização desse acordo.
Mais: ele fez questão de deixar claro que, embora tenha sido procurado pelo grupo GDP (Galera da Pop), não tem relação com o grupo e discorda do evento que ocorreu na arena do Congós em fevereiro, no qual ocorreram duas mortes (não havia segurança, policiamento e os banheiros químicos eram poucos). Ele me disse que pretende se candidatar a presidente do bairro e, se ganhar, pretende conseguir a interdição da arena para outros eventos da GDP.

Sem comentários:

Enviar um comentário