quarta-feira, janeiro 08, 2014

O breve verbo

Quando criança, o quadrinista Antonio Eder odiava as aulas de português. A solução para começar a gostar de nosso idioma veio na forma de curiosidades e jogos verbais. Com o tempo ele foi colecionando centenas de trocadilhos, jogos de palavras e piadas de duplo sentido, que foram reunidos no álbum O breve verbo, publicado pela editora Ocelote. 
Como há um verdadeiro preconceito por parte do meio acadêmico com relação ao assunto, a bibliografia é ínfima (ele recolheu exemplos até em livros de piadas) e seu álbum se torna leitura obrigatória para qualquer um que se interesse pelo assunto. Entre as curiosidades, os palíndromos, palavras ou frases que podem ser lidos em mais de um sentido, como o famoso "Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos" (Aliás, quem possui fobia de palíndromos, sofre de aibofobia, e claro, deve evitar esse livro). 
Também curiosos os casos em que a mudança de pontuação muda completamente o sentido da frase, como em "Executar não perdoar", que pode condenar alguém se a vírgula estiver antes do não, ou perdoá-la, se a vírgula estiver depois. Enfim, uma leitura divertida, que se torna ainda mais divertida graças ao traço cômico de Antonio Eder.

Sem comentários:

Enviar um comentário