sábado, fevereiro 13, 2016

O que é uma teoria?


É comum ouvir dos detratores da teoria da evolução a frase: "A evolução é apenas uma teoria". Com isso eles querem dizer que a teoria da evolução não é científica, ou é apenas imaginação, ou ainda que é falsa.
Mas o que é uma teoria? Para entender o que é uma teoria é importante entender o que é o método científico. Atualmente um dos guias mais aceitos pela ciência é o hipotético-dedutivo, de Karl Popper. Popper dizia que só é ciência aquilo que pode ser falseável, aquilo que passa pelo teste do falseamento.
O cientista faz uma hipótese qualquer (Todos os cisnes são brancos, por exemplo) e vai a campo testar essa hipótese, procurando provas de que ela é falsa .
Se a hipótese sobrevive a esse teste de falseamento, ela deixa de ser uma hipótese e torna-se uma teoria. Isso significa que aquele conhecimento é para sempre, que uma teoria é uma verdade eterna e incontestável? Não.
Em ciência, nada é para sempre. O que é verdade hoje, pode ser falseado amanhã. Mesmo uma teoria que tenha sobrevivido durante séculos, pode cair diante de um novo dado.
Em outras palavras: na ciência TUDO É TEORIA. Mesmo as chamadas leis, fenômenos regulares que parecem mais do que comprovados (como a gravitação) podem um dia ser falseados (quem sabe um dia descobrimos uma parte do universo que nos mostre que a explicação de Newton estava errada?).
Essa é a diferença entre ciência e religião: a religião trata de um conhecimento eterno, imutável, incontestável, baseado essencialmente na fé. Quem acredita que o universo foi criado por deus em seis dias vai morrer acreditando nisso. Religião não precisa de observação empírica. Você não precisa ver Deus para acreditar em Deus. Ninguém diz: "Ah, claro, eu acredito em Deus. Ontem mesmo encontrei com ele no ônibus".
Já a ciência trata de um conhecimento transitório, mutável, contestável, baseado na observação. Ou seja: a ciência muda o tempo todo. O que é verdade hoje, pode não ser verdade amanhã de acordo com novas observações.
Então: sim, a evolução é apenas uma teoria. Da mesma forma que a teoria dos jogos, que a teoria do caos, que a teoria da gravitação universal. Se você quer ciência, aceite que tudo é teoria, transitório, contestável. Se quiser verdades universais, busque a religião.

2 comentários:

  1. A ignorancia, como ato de ignorar, tem se tornado um lifestille principalmente em cenários onde a educação se torna uma mera aquisição de diplomas ao invés de uma democratização do saber ou de uma ferramenta de desenvolvimento e estímulo à autonomia e ao senso crítico. A Escola burocrática forma consumidores, aptos a trabalhar em sistemas de reprodução de ações (mesmo que tecnológicas). O desenvolvimento de soluções e o estímulo à investigação e descobertas está fora do perímetro da vida escolar e muitas vezes à margem da vida acadêmica. Tudo isso somada a barreira imposta por alguns acadêmicos que produzem textos herméticos/incompreensíveis empurra o ignorante para a ignorancia lifestille. Nunca precisamos TANTO de ciência quanto hoje! Nunca precisamos tanto de História e Física e matemática e astronomia e geologia... Nunca precisamos tanto de pessoas pensantes estimulando outras a pensar. Um país de ignorantes gera essa permanecia no poder de aproveitadores, canalhas embusteiros alternando-se no poder apenas com outros canalhas embusteiros. Mudam as cores das gravatas, mas a perversidade continua a mesma. E sair da ignorância pode até ser doloroso, mas necessário! Não costumo generalizar nada, mas tenho uma impressão muito forte de que sem a ciência (ou sem a arte) não há evolução.

    ResponderEliminar
  2. seus artigos são como crimes contra a humanidade.

    ResponderEliminar