quarta-feira, dezembro 21, 2016

Público-alvo

O público-alvo da propaganda, como já foi visto, deve ser muito bem estudado. Para saber como atingir em cheio o que realmente a empresa precisa, é necessário conhecer algumas categorias de consumidores. São elas: consumidores potenciais; consumidores atuais; empregados da empresa; intermediários e prescritores.
Os Consumidores Potenciais são aqueles que ainda não são clientes da empresa, não usam o produto, mas podem vir a usá-lo. No entanto, para isso ele deve ser conquistado.
Já os Consumidores Atuais são os que usam o produto atualmente. A propaganda voltada para esse público tem como objetivo manter a fidelidade e reforçar a marca.
Os Intermediários são, essencialmente, os vendedores, aqueles que atuam no PDV diretamente com o público consumidor. Propagandas voltadas para eles têm o objetivo de convencer os vendedores das lojas a dar destaque para o produto. Uma boa ação deles acaba por resultar em melhores vendas, assim como o contrário ocasiona fracasso total. A editora Escala, por exemplo, faz informativos apenas para os donos das bancas de revistas, para convencê-los a colocar suas publicações em destaque.
A categoria dos Prescritores é formada por aqueles que não necessariamente usam o produto, mas o prescrevem. Por exemplo, médicos, professores, dentistas. O trabalho com eles é fundamental, pois geralmente eles lidam com os consumidores potenciais. Amostras grátis são uma boa ação nesse caso.
No caso dos Empregados, deve-se trabalhar com eles a fim de fazê-los serem os maiores propagandistas do produto, mas poucas empresas se lembram disso. A propaganda é essencial para trazê-los para junto da empresa e convencê-los a serem, também, propagandistas dos produtos que ajudam a produzir. Tem muito dono de empresa que se esquece de que os funcionários também são clientes, os chamados clientes internos. Alguns até dificultam a compra de produtos por parte desse público. Doação de produtos, comemorações, brindes, descontos nas compras de produtos da empresa e outras ações de endomarketing reforçam uma atitude positiva dos empregados com relação à empresa.
Em algumas cidades, as engarrafadoras da Coca-Cola fizeram uma ação promocional com seus funcionários para divulgar a cerveja da empresa. Chamava-se “Degusta Kaiser”. Era escolhido um restaurante de grande movimento, no qual era feito um encontro com funcionários. A cerveja era por conta da empresa e, claro, era Kaiser. As pessoas que passavam por ali e viam tantos clientes bebendo Kaiser pensavam: “Se tanta gente pede essa cerveja, talvez eu também goste.” Assim, conquistando o cliente interno, a Kaiser conquistou também a preferência do consumidor externo e até a liderança em algumas cidades.
É importante lembrar que esses públicos serão mais bem abordados e perceberão de forma mais positiva a propaganda se ela for acompanhada de outras estratégias promocionais – como dar amostras grátis de remédios para que os médicos distribuam entre seus clientes.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.