quarta-feira, dezembro 21, 2016

Tipos de agências

Normalmente, quem faz os anúncios publicitários são as agências. Nem todas as agências são iguais. No Brasil, chamamos de agência as empresas que cuidam da conta do cliente, elaborando planejamentos de campanha. Além das agências, existem as produtoras, especializadas em produzir partes da campanha. É normal que a agência terceirize o trabalho de produção. As produtoras podem ser: produtora de vídeo; produtora de impresso; produtora de internet.
Uma agência que não terceirize seus trabalhos geralmente tem a seguinte estrutura:
- Departamento Administrativo. É a gerência da agência, que cuida de toda a parte administrativa.
- Departamento Comercial. É onde se cuida da prospecção (procura novos clientes, inclusive verificando quais empresas estão sem agência) e atendimento (quem mantém comunicação com os clientes atuais).
- Planejamento. Cuida da campanha, planejando passo a passo tudo que será feito.
- Criação. Tem como objetivo cuidar do processo criativo. Inclui redator, diretor de arte e desenhistas.
- Mídia. É a parte da agência que cuida da exibição do comercial, negociando preços e conseguindo melhores condições para o cliente. Como geralmente têm bons contatos com fornecedores, muitas vezes conseguem preços muito baixos, especialmente quando se trata de impressos. 
- Produção Gráfica. É a que produz cartazes, outdoor, panfletos, cartilhas e todo o material impresso que for ser usado.
- Produção Audiovisual. É a área em que se produzem os comerciais de TV e os de rádio.
- Produção em Internet. Nem todas as agências possuem esse departamento devido à novidade. Mas as que o têm trabalham com a produção de páginas de internet, tanto da empresa como do produto do cliente. 
A empresa pode contratar uma agência ou montar uma agência interna. No entanto, poucos especialistas aconselham essa última opção. Agências internas, ou da casa, costumam se tornar burocráticas e pouco criativas, além do que os encargos sociais podem tornar grande o custo em comparação com o retorno. Mais uma razão: na maioria das empresas não existe uma demanda constante de trabalhos que justifique a existência de uma agência interna. Assim, muitas empresas têm apenas um departamento de marketing, que terceiriza os trabalhos.

Não é aconselhável ter uma grande rotatividade de agências, pois isso prejudica a imagem institucional da empresa, dificultando o posicionamento. O ideal é colocar a conta da empresa nas mãos de uma única agência, que deve ficar responsável por todas as propagandas da empresa durante o período de um ano ou mais.   

Sem comentários:

Enviar um comentário