domingo, novembro 14, 2010

A mulher faz o homem

Assisti A mulher faz o homem, ótimo filme de Frank Capra de 1939. Capra é um dos meus cineastas prediletos esse é uma de suas obras-primas. 
É, sem dúvida, um dos melhores filme que já vi sobre política. 
Nele, um senador morre e o governador precisa indicar um substituto. Como um grande projeto, que irá beneficiar o homem mais rico do estado, está em pauta, é necessário escolher alguém que não fará muitas perguntas. Quem acaba sendo escolhido é um líder escoteiro ingênuo e patriota, interpretado com brilhantismo por  James Stewart
Mas o jovem senador acaba batendo de frente com todo o grupo político ao apresentar um projeto de um agrupamento escoteiro justamente no local onde será construída uma represa que beneficiará o ricaço. Como consequência, ele tem contra si toda a imprensa, além de ser acusado de estar querendo enriquecer à custa dos escoteiros. Ajudado pela secretária, ele decide se defender, tomando a palavra no plenário. Enquanto conseguir ficar de pé, ele poderá falar, numa exaustiva jornada de defesa dos valores da democracia. 
A mulher faz o homem é um interessante estudo sobre a corrupção do sistema, mas não é pessimista. Ao contrário: a mensagem do filme é de que é possível sim ser um Dom Quixote lutando contra a injustiça do mundo. No filme essa esperança é expressa no pequeno jornal dos escoteiros. Hoje, seria a internet.

1 comentário:

  1. Gostei do seu blog.
    Solicito seu e-mail para efetivar um convite em nome do SESC,PIUM FILMES e TATAMIRÔ Grupo de poesia.

    adriana abreu
    e-mail: adriana.domeiodomundo@gmail.com

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.