quinta-feira, dezembro 09, 2010

O Estado do Amapá está falido

A Acilene Cavalcante está publicando no seu blog o “RX Econômico Financeiro do AP”, feito no início do governo de Pedro Paulo e que explica a situação de falência financeira do governo. A dívida será herdada pelo governador eleito, Camilo Capiberibe. Vale lembrar que boa parte da culpa dessa situação é tanto do TCE quanto da Assembléia Legislativa, que deveriam fiscalizar o governo, mas não fizeram. Culpa também da imprensa, que poderia ter denunciado essa sangria, mas calou-se durante os 8 anos do governo Waldez-Pedro Paulo. Nem mesmo nos momentos mais absurdos os jornais trataram do assunto, como quando o governo começou a embolsar o dinheiro do plano de saúde dos servidores públicos, fazendo com que dezenas de milhares de pessoas ficassem sem atendimento médico, mesmo pagando por ele.
Publico abaixo a primeira parte. A Alcilene publicará mais partes nos próximos dias. 

Exmo. Senhor Governador,
Com nossos cordiais cumprimentos, comunicamos que nesses poucos dias a frente da Pasta do Planejamento, constatamos a grave herança de uma crise financeira instalada em nosso estado. Os números contábeis e financeiros do governo são inversamente proporcionais aos do Setor de Desenvolvimento Econômico. A situação preliminar analisada é de pré-falência anunciada. O Estado não reúne condições de solvência dos seus compromissos e ao mesmo tempo, de custear-se. Estamos a beira de um colapso financeiro sem precedentes. O crescimento explosivo da dívida elevou o défcit financeiro mensal, que hoje é da ordem de R$ 32 milhões/mês, sendo R$ 11 mi com a previdência, 11 mi com as consignações em folha de pagamento e 10 mi com fornecedores. Esse déficit vem evoluindo e acumulando mês a mês. O Estado está gastando bem mais do que sua capacidade de arrecadação, tornando o patrimônio líquido negativo, caminhando para o processo de asfixia financeira aguda.
Atenciosamente
Sebastião Rosa Máximo

Sem comentários:

Enviar um comentário