sábado, abril 09, 2011

Apego e desapego

O apego às coisas materiais é uma das principais causa de sofrimento. O medo de perder o que tem assombra a maioria das pessoas. O Tao te Ching diz que as coisas físicas parecem ser o principal, mas o seu valor está no metafísico. Assim, se tenho um carro, mas junto com ele vem o medo de perdê-lo, ele é fonte de infelicidade e não de felicidade. Como diz o Tao: "Quem espera favor, paira na incerteza, sem saber se o receberá. Quem recebe favor paira na incerteza: não sabe se o conservará. Por isso causa dissabor".
A solução seria um total desapego às coisas materiais. Há a história de um monge taoista que dormia de noite e acordou com frio. Foi quando descobriu que tinham lhe roubado o cobertor. Ao olhar para a lua, ele disse: "A lua é tão bonita, e no entanto o ladrão jamais irá roubá-la".
Uma vez que o problema não está nas coisas, mas no apego a elas, não haveria problema em ter o que quer que fosse. Mas só os muitos sábios conseguem isso. São Francisco, por exemplo, preferiu abdicar de todas as coisas materiais.
Krishna, no Bhagavad Gita propõe uma outra solução: doar, simbolicamente, tudo a Deus. Tudo que temos e todas as nossas ações devem ser dedicadas a Deus. Como simbólicamente, nada nos pertence, nem as coisas materiais, nem os sucessos, nada nos pode ser tirado. Assim, para o devoto tanto faz a pobreza ou a riqueza, os prêmios ou a derrota.

1 comentário:

  1. Abdicar de algo insignificante é muito fácil, quando se é único, difícil se torna quando, se tem filhos, familiares, que se agarram ao seu "nome" e te sugam o que podem, pois eles fizeram suas próprias escolhas e você terá que encontrar uma solução sem deixar de amá-los e amar a si.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.