segunda-feira, junho 27, 2011

Promotoria do Tribunal do Júri pede a prisão de pedófilo

O Ministério Público do Estado do Amapá, por meio da Promotoria de Justiça da 2ª Vara do Tribunal do Júri, ofertou denúncia contra Mércio Melo Nogueira, de 40 anos, acusado de abusar sexualmente e depois matar uma menina de sete anos de idade, no dia 5 de dezembro do ano passado. O corpo da menina foi encontrado três dias após o crime em um terreno baldio, próximo à casa do acusado, sem a parte de baixo das roupas e já em estado de decomposição. Próximo ao corpo foi encontrado o lado direito de um calçado infantil. O outro lado foi encontrado no interior da casa do acusado, identificado mais tarde como pertencente ao filho de Mércio, de três anos.
No dia do crime a menina havia passado a tarde brincando no quintal da tia, que é vizinha do acusado, e depois de tomar banho foi para casa, que também é próxima à residência da tia. Porém, a menina não chegou ao seu destino, o que causou preocupação por parte da mãe, a qual, na companhia de familiares, foi à procura da menina. Não a encontrando registrou ocorrência no CIOSP do bairro Congós.
Após o corpo da menina ser encontrado, as investigações apontaram que o autor do crime é Mércio Melo Nogueira, por conta da sandália identificada como sendo do filho do acusado, de uma série de DVD’s contendo imagens do acusado em relações íntimas com a ex-esposa, que à época tinha 16 anos, e dos filhos e sobrinhos de Mércio. Também foi encontrada uma sacola em que estava um lençol sujo de sangue. Leia mais no site do Ministério Público

Sem comentários:

Enviar um comentário