quarta-feira, junho 22, 2011

A revolução tuitada

Uma visita a qualquer seção de História de uma livraria mostra quão variada pode ser a literatura a respeito de um evento. Um mesmo período histórico é descrito pelo ponto de vista do vencedor ou do perdedor, contado com base em episódios famosos ou pouco conhecidos, explicado por meio das personalidades dos líderes ou das atividades de determinados grupos. A partir deste ano, é provável que guerras, revoluções e mudanças históricas sejam contadas a partir de outra perspectiva. A perspectiva de como o evento se desenrolou nas redes sociais. Em Tweets from Tahrir (OR Books), a egípcia Nadia Idle e o inglês Alex Nunns tentam fazer isso ao descrever como tuiteiros egípicios participaram, influenciaram e relataram o levante de 25 de janeiro, que culminou na queda do ditador Hosni Mubarak. Leia mais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.