terça-feira, outubro 25, 2011

MPE ajuíza ação contra ex-governadores

O Ministério Público Estadual concedeu nesta segunda-feira (24) entrevista coletiva à imprensa, para divulgar a ação de improbidade ajuizada contra os ex-governadores Antônio Waldez Góes da Silva e Pedro Paulo Dias de Carvalho, referente aos valores de consignações, que não estavam sendo repassados às entidades financeiras, no período de novembro de 2009 a dezembro de 2010.
A Mesa, formada pelo subprocurador para Assuntos Institucionais e Administrativos Márcio Augusto Alves, e os promotores de Justiça Afonso Guimarães, André Luiz Araújo e Alexandre Flávio Monteiro, declarou que a Comissão Especial, conseguiu identificar que R$ 68 milhões deixaram de ser repassados para quatro instituições financeiras, no fim do ano de 2009 e 2010. “O Governo recolhia esses valores, para depois repassar aos bancos, funcionando como mero intermediário, já que essa verba era descontada nos contracheques dos servidores públicos”, frisou o promotor de Justiça Afonso Guimarães. Leia mais no blog da Alcinea.

PS: Vale lembrar que também os valores dos planos de saúde não eram repassados às operadoras, deixando milhares de pessoas sem plano de saúde, mesmo tendo o dinheiro descontado em seus salários. Eu mesmo cheguei a ir no médico e o atendimento foi recusado por causa desse desvio.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.