quarta-feira, outubro 12, 2011

Professores do RN são proibidos de usufruir da merenda escolar

De Francisco Francerle para a redação do Diário de Natal
O Estado, que gasta cerca de R$ 11, diariamente, com alimentação para os presos de Justiça, é o mesmo que nega R$ 0,30 para um prato de comida ao professor. Enquanto a alimentação ao preso é garantida, o diretor de escola que permitir a alimentação ao professor é ameaçado de responder administrativamente e criminalmente pelo ato. Três meses após a publicação da recomendação conjunta nº 001/2011, da 78ª Promotoria de Justiça e do Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN), proibindo a "terceiros" (leia-se, principalmente, professor) de compartilhar a merenda do aluno, a recomendação executada pelos gestores ainda não foi digerida pelos educadores. Enquanto isso, a Promotoria de Educação do Ministério Público já está investigando denúncias de gestores que estão descumprindo a recomendação. Leia mais

Comentário: Além de ganharem mal, os professores são tratados como bandidos. Ou até pior do que bandidos, pois esses têm refeição garantida. E depois ainda fazem anúncios na TV dizendo que a profissão deve ser valorizada...

1 comentário:

  1. "Seu Blog é muito legal, Ivan.Bem diversificado,atendendo à todos os gostos.Parabéns!"

    ResponderEliminar