domingo, julho 22, 2012

Eu e os psicopatas

Tenho um chama para psicopatas, infelizmente. Quem me conhece sabe a história do psicopata de que fui vítima aqui em Macapá (felizmente não era um psicopata asassino). Mas muito antes disso, um psicopata já havia se passado por mim.
No início dos anos 1990 eu era conhecido pelos quadrinhos feitos com o compadre Joe Bennett e morava em Belém. Não havia redes sociais, e-mails e, portanto, era difícil entrar em contato comigo. Um rapaz se aproveitou disso e apareceu lá no Rio de Janeiro dizendo que era o Gian Danton, que tinha vindo de Belém para conhecer a cidade maravilhosa. Alguns quadrinistas cariocas o acolheram em suas casas. No final, era um trambiqueiro, que roubou e deu golpe em várias pessoas se aproveitando de meu nome.
Acho que durante muitos anos os quadrinistas cariocas acharam que o tal Gian Danton era um mal-caráter, até me encontrarem no HQ Mix e descobrirem a verdade.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.