quinta-feira, novembro 08, 2012

Ditadura no ar

Na Gibicon Curitiba tive ocasião de comprar várias obras interessantes do quadrinhos. Muitas independentes, como é o caso de Ditadura no ar, do roteirista Raphael Fernandes (MAD) e do desenhista Abel  (Almanaque Gótico).
Raphael Fernandes é um ótimo editor (já trabalhei com ele na MAD) e está se revelando um dos melhores roteiristas da nova geração do quadrinho nacional. Eu já analisei aqui o gibi Ida e volta, feito no formato de ticket de metrô, também do Raphael. Se em Ida e Volta ele é mais experimental, em Ditadura no ar, ele faz uma narrativa mais convencional, de tira de policial e se sai igualmente bem. Nela, um repórter fotográfico tenta encontrar sua namorada, presa pelo regime militar. Interessante como o roteirista conseguiu usar o pano de fundo da ditadura para ambientar sua história de detetive de modo que nem o histórico nem o detetivesco perdeu.
De negativo só o fato de que sairam apenas dois gibis, deixando o leitor no suspense.
Informações sobre como adquirir o gibi no blog do Raphael, onde a história é publicada em capítulos.

Leia abaixo o release:

“Ditadura No Ar” é uma história em quadrinhos policial ambientada no regime militar brasileiro. Esse verdadeiro thriller de ação policial foi criado pelo roteirista e editor Raphael Fernandes (MAD, Wizmania) e pelo desenhista Abel (Almanaque Gótico,CecilleVeronika).
Nesse primeiro número, conhecemos a história do fotógrafo freelancer Félix Panta, que tenta a todo custo descobrir o paradeiro de sua namorada comunista Nina (vulgo Lenina), presa pelo DEOPS. Durante a investigação, Félix acaba lembrando de como conheceu e se apaixonou pela garota com o papo mais furado do mundo. Para salvá-la, Félix terá que sobreviver aos ataques dos militares e a maldade de Dr. Silveirinha, o chefão do DOPS, que farão de tudo para atrapalhar o “herói” carcamano.

Sem comentários:

Enviar um comentário