quarta-feira, janeiro 23, 2013

Sherlock Holmes e a navalha de Ockan

Existe um princípio científico chamado Navalha de Ockan segundo o qual, entre duas respostas para a mesma pergunta, deve-se escolher a mais simples, com menos variáveis. É o princípio da simplicidade, de não complicar o que pode ser simples. A história abaixo, que me foi enviada por uma aluna, mostra bem isso:
Sherlock Holmes e Dr. Watson vão acampar…
Montam a barraca e, depois de uma boa refeição e uma garrafa de vinho, deitam-se para dormir.
Algumas horas depois, Holmes acorda e cutuca seu fiel amigo:
- Meu caro Watson, olhe para cima e diga-me o que vê.
Watson responde:
- Vejo milhares e milhares de estrelas.
Holmes então pergunta:
- E o que isso significa?
Dr Watson pondera por um minuto, depois enumera:
Astronomicamente, significa que há milhares e milhares de galáxias e, potencialmente, bilhões de planetas.
Astrologicamente, observo que Saturno está em Leão e teremos um dia de sorte.
Temporalmente, deduzo que são aproximadamente 03 horas e 15 minutos pela altura em que se encontra a Estrela Polar.
Teologicamente, posso ver que Deus é todo poderoso e somos pequenos e insignificantes.
Meteorologicamente, suspeito que teremos um lindo dia amanhã.
- Correto?
Então o maior detetive de todos os tempos, sr. Holmes, fica um minuto em silêncio, então responde:
- Watson, seu idiota! Significa apenas que alguém roubou nossa barraca!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.