domingo, fevereiro 03, 2013

Madrugada dos mortos

Há uma certa implicância por parte dos fãs com o nome de Zack Snyder, que está dirigindo a nova versão do Superman. Snyder pode não ser um cineasta autoral ou cabeça, mas certamente sabe dialogar com a cultura pop. Exemplo disso é Madrugada dos Mortos, filme de 2004 baseado no obra de George Romero.
Filme de estreia do cineasta, conta a história de pessoas que se refugiam em um shoping durante um apocalipse zumbi. Snyder oscila entre o humor, o drama e o terror, num filme com uma produção visual caprichada, especialmente na maquiagem dos zumbis.
Mas o melhor é a narrativa visual, que mescla filmes caseiros, matérias na TV e câmeras de segurança. Também digno de crédito a forma como o diretor trabalha com o música, que acaba se tornando um elemento narrativo a mais, em especial na abertura. Aliás, Snyder é um especialista em aberturas. A abertura de Watchmen, por exemplo, foi tão marcante que depois seria imitada por filmes (Wolverine) e novelas (Amor e revolução).
Madrugada dos Mortos não é Walking Dead, em que o foco maior é nos sobreviventes e na forma como o apocalipse zumbi os afeta. É mais um filme de ação, com foco na cenas de perseguição (os zumbis aqui são rápidos, como no ótimo Extermínio, de Danny Bolyle). Mesmo assim, é diversão garantida.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.