domingo, março 10, 2013

Proscritos mostra os dramas do sertão



Proscritos é um álbum de quadrinhos produzido pelo desenhista e roteirista maranhense Beto Nicácio. Com 100 páginas e ao preço de 40 reais, o livro reúne histórias sobre o sertão nordestino.
Beto Nicácio é nitidamente influenciado pelo desenhista mineiro Mozart Couto, uma das grandes estrelas dos quadrinhos brasileiros na década de 1980. Mozart faz, inclusive a abertura de um dos capítulos. Outra lenda dos quadrinhos que colabora com a abertura é Júlio Shimamoto.
Fome e violência permeiam as histórias, todas passadas no sertão nordestino.
Na mais angustiante delas, Permuta, um homem é torturado em sua própria casa. Não sabemos o porquê ou quem são as pessoas que o prendem. O mais importante é o dilema ético que se apresenta, pois ele esconde na casa sua própria filha. Entregá-la em troca de sua liberdade é a escolha que ele deverá fazer.
Como diz o jornalista Sidney Gusman na apresentação, são histórias marcadas pela tragédia e pelo sobrenatural.  Mas também são histórias de uma brasilidade genuína.
O álbum pode ser comprado através do blog http://osproscritos.blogspot.com.br/.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.