terça-feira, agosto 20, 2013

E Benício criou a mulher...

De 1968 a 1985, um artista reinou absoluto nos cartazes de filmes nacionais. Suas mulheres elegantes e extremamente sensuais povoaram a imaginação de milhões de brasileiros. Eram tão bons que muitos se sentiam logrados por não encontrarem nas películas mulheres tão lindas quanto as dos cartazes. Ao mesmo tempo, nas bancas de revistas, centenas de livrinhos de bolso traziam sua marca. É a história desse artista que Gonçalo Júnior conta em E Benício criou a mulher... (Opera Graphica, 2012, 416 páginas), obra ganhadora do prêmio HQ Mix na categoria melhor livro sobre quadrinhos. 


Gonçalo Júnior é um dos mais importantes biógrafos brasileiros e tem se especializado na história editorial brasileira. Seu livro A guerra dos gibis é um clássico ao mostrar como impérios de comunicação, como as organizações Globo, surgiram a partir do lucro gerado pela venda de gibis. Outras obras que seguem essa linha são Maria Erótica e o clamor do sexo e Alceu Pena e as garotas do Brasil.  Leia mais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.