segunda-feira, janeiro 27, 2014

Quadrinhos à brasileira

Nhô Quim, de Ângelo Agostini
Programações gratuitas antecipam, neste sábado, o Dia da HQ Nacional, comemorado no fim do mês
Um caipira se perde na cidade grande, da metade para o fim do século XIX no Brasil: "As Aventuras de Nhô Quim" marca o nascimento oficial dos quadrinhos brasileiros. A publicação da primeira história na revista Vida Fluminense data de 30 de janeiro de 1869, dia em que a Associação dos Quadrinhistas e Cartunistas do Estado de São Paulo (AQC-ESP) instituiu, a partir de 1984, como o Dia do Quadrinho Nacional.


Os traços do italiano naturalizado brasileiro Ângelo Agostini (1843 - 1910) foram considerados pioneiros, ainda que outras obras utilizando a linguagem já tivessem sido veiculadas anteriormente, por terem sido os primeiros a reunir um conjunto de elementos definidores dos quadrinhos (pelo menos a princípio): publicação em sequência, com personagem fixo, com textos e imagens. Apesar disso, o ilustrador ainda não se utilizava de balões ou onomatopeias. "As Aventuras de Nhô Quim", seguidas por "As Aventuras de Zé Caipora", do mesmo autor, publicadas de 1883 até 1886 na Revista Ilustrada, assinalam o início de uma arte por se consolidar no Brasil.

Por todo o País, o Dia do Quadrinho Nacional é celebrado por produtores e leitores. Leia mais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.