quinta-feira, dezembro 08, 2016

A hierarquia das necessidades

A teoria da hierarquia das necessidades de Abraham Maslow afirma que as pessoas tendem a adotar uma hierarquia de necessidades, só subindo na pirâmide depois que as necessidades mais básicas estão satisfeitas.
As primeiras necessidades são fisiológicas e se referem a ações essenciais para a existência do ser humano, como comer, dormir, beber. Comidas e bebidas são exemplos de produtos voltados para a satisfação dessa necessidade. Outros produtos menos óbvios também focam nos benefícios fisiológicos: facas, garfos e pratos, por exemplo, ajudam a pessoa a comer.
 Satisfeitas essas necessidades, o indivíduo passa para as necessidades seguintes, de segurança. Ela consiste em se sentir seguro, livre de perigos. Muros, alarmes e cerca elétrica são produtos que se encaixam nessa necessidade.
A necessidade de relacionamento surge quando a pessoa sente que está segura, que não corre riscos. É a necessidade de fazer parte de um grupo, de ser querido e aceito. Sites de relacionamento, times de futebol e até cerveja são produtos focados nesse benefício.
Se o relacionamento consiste em fazer parte de um grupo, o status consiste em estar acima dele, ser admirado e invejado. Um carro Ferrari e um relógio Rolex são exemplos de produtos que fazem a pessoa se destacar dos demais, já que não é todo mundo que pode ter esses produtos. Da mesma forma, coleções são focadas em públicos que buscam status. Ter uma obra de arte assinada por um grande mestre da pintura diferencia a pessoa do restante dos mortais.

A autorrealização é uma necessidade mais sutil e representa a necessidade da pessoa de se sentir bem consigo mesma, de se sentir realizada. Pode ser desde uma viagem ao redor do mundo a um curso universitário ou mesmo uma religião. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.