terça-feira, fevereiro 07, 2017

Pesquisa quantitativa

De inspiração positivista, a pesquisa quantitativa teve grande desenvolvimento na escola funcionalista.

Parte do princípio de que, para estudar o homem e a sociedade, é possível utilizar a mesma metodologia e o mesmo instrumental das ciências naturais.

A pesquisa quantitativa tem sido muito criticada por procurar reduzir as relações humanas a números exatos.

         Um exemplo disso seria a preferência das pessoas por determinada comida, digamos sorvete de chocolate e morango.

         Para os funcionalistas, essa questão pode ser tranqüilamente explicada com números, como no exemplo abaixo:

As pessoas gostam mais de sorvete de chocolate ou de morango?

55% das pessoas gosta de chocolate

40% prefere morango


5% não gosta de sorvete

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.