sexta-feira, março 10, 2017

O que foi a noite dos longos punhais?

Foi uma iniciativa de Hitler para eliminar a influência de Ernest Rohm, comandante da SA. A SA havia surgido como uma milícia nazista na época dos confrontos com os socialistas. Mas com o tempo a agremiação foi se agigantando e Rohm assumindo um poder imenso. Em 1934, a SA já havia chegado a dois milhões de membros.
O tamanho e a influência da organização preocupavam tanto quanto o fato de que os soldados da SA pareciam mais fieís a Rohm do que a Hitler, assim ele começou a transferir seu apoio para a Schtztafel (Destacamento da Guarda), mais conhecida como SS. Esse destacamento usava um uniforme próprio, que lhe valia o apelido de camisas pretas e usava uma caveira como símbolo.
O mais importante é que a SS estava sob comando de Heinrich Himmler, extremamente fiel ao a Hitler, o que garantia total obediencia ao fuhrer.
Os dois homens elaboraram um plano para acabar com a força política de Rohm.  Juntamente com Goring, Himmler copilou metodicamente a lista dos membros mais importantes da SA e deu início à noite dos longos punhais. Na noite de 30 de junho de 1934, mais de mil homens de Rohm foram presos e exterminados.
Os grupos de excecução agiam tão rapidamente que as vítimas nem sequer descobriam o que estava acontecendo.

Hitler declarou que a ação era lamentável, mas necessária, pois o partido necessitava de um expurgo de sangue. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.