domingo, março 05, 2017

O uivo da górgona


3
O som fez com que se assustasse. Era um emaranhado de vozes desconexas, um engasgar coletivo sem sentido e apavorante.
- Esconda-se! – ordenou o homem negro.
Edgar sentou-se, as costas apoiadas na parede do mercado. A menina não parecera ter ouvido aquele som angustiante, mas quando viu os dois homens se escondendo, aproximou-se do mais velho e aconchegou-se em seu colo.
(ela está tremendo, ela está tremendo de medo)
Então o som foi se tornando cada vez mais presente, mais forte e mais assustador.
O homem negro estava atrás de uma gôndola e fez novamente o sinal para Edgar, pedindo silêncio. A menina o olhou, e se agarrou a ele.

Ele se arriscou a inclinar a cabeça e, por entre pacotes de salgadinhos, a imagem do caos apareceu para ele. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.