quarta-feira, março 01, 2017

Quem era o Wessel do hino nazista?

Horst Wessel Lied, um dos hinos cantados nas convenções nazistas, era uma referência ao chefe da SA em Berlin, tornado mártir da causa ariana depois de sua morte.
Na verdade, Wessel eram um cafetão que explorava prostitutas em Berlin e acabou sendo morto por um comunista numa disputa por uma delas.
Mas Goebbels viu no fato uma oportunidade de criar um mártir para os nazistas. Toda a sua agonia foi acompanhada pelos jornais nazistas, de janeiro a fevereiro de 1930. O hino, composto em sua homenagem dizia: “Os camaradas vítimas da Frente Vermelha e da Reação/ marcham em espírito em nossas fileiras”.
Claro que não havia nenhum interesse na recuperação de Wessel e seu funeral foi tranformado em um evento de divulgação das idéias nazistas. Milhares de pessoas, com tarjas de luto, postaram-se nas ruas e calçadas. No elogio fúnebre, Goebels chamou-o de “cavaleiro dos tempos modernos, defensor das viúvas e órfãos”, um “socialista de cristo”. Seu nome era repetido diversas vezes e a multidão gritava “presente”.

Dessa forma, um cafetão foi transformado em herói nazista e propetor de viúvas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.