domingo, maio 14, 2017

Como Stalin reagiu à invasão alemã à URSS?

Embora fosse muito desconfiado, Stalin parece ter acreditado no acordo de não-agressão feito com Hitler. Tanto que não preparou seu exército e sua força aérea para enfretar os nazistas. Quando movimentações de soldados começaram a se avolumar na fronteira contra a Polônia, Hitler lhe disse que estava apenas protegendo-os dos bombardeios ingleses. Stalin mandou reforçar a fronteira polonesa, mas deu ordem expressas para que não atacassem ou respondessem a qualquer provocação alemã. Essa ordem teve efeito caótico sobre as tropas, que foram pegas de surpresa pelo ataque avassalador nazista.
Stalin caiu em profunda depressão. Manteve-se catatônico, incapaz de reagir, durante onze dias. Foram seus assessores diretos que o convenceram a reagir. Nesse momento, em que o Exército Vermelho estava sendo abatido com um cão, a Rússia precisava de um grande líder.
Quando finalmente resolveu sair de sua depressão, Stalin cresceu. Onze dias após o início da invasão, ele fez um discurso pelo rádio no qual convocava o povo para a defesa da mãe Rússia.
O patriotismo despertado, juntamente com o fato de que, na retaguarda das tropas alemãs vinham os soldados da SS, fazendo execuções em massa, fizeram com que os russos resistissem e infligisssem aos nazistas suas primeiras derrotas.

A mudança das indústrias para além dos Montes Urais fez com que elas tivessem tempo de recuperar as perdas sofridas. Se Stalin não tivesse reagido, talvez Hitler tivesse tido uma vitória fácil na Rússia e, com os recursos inesgotáveis desse local, poderia até ganhar  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.