sexta-feira, maio 05, 2017

O que foi a operação Barbarossa?

Foi a tentativa nazista de invadir a Rússia, aniquilando o exército soviético. Esse ataque evidentemente contrariava o tratado assinado com a URSS e ia contra boa parte dos oficiais alemães, que discordavam de uma guerra em duas frentes. Mas depois das dificuldade enfrentadas pelos alemães na batalha da Inglaterra, Hitler convencera-se de que precisava do petróleo, alimentos e metais estratégicos da Rússia. Além disso, ele temia uma aliança entre URSS, Inglaterra e EUA. Temia mais ainda que a União Soviética tivessem tempo de se preparar para uma guerra contra a Alemanha.
Para convencer seus oficiais, Hitler destacou o péssimo desempenho dos russos na invasão da Finlândia: “O Exército Vermelho é uma estrutura podre. Basta chutar a porta da frente, que tudo irá desmoronar!”.
O plano do fuhrer era invadir e dominar a União Soviética em, no máximo, 17 semanas, antes do inverno, usando a tática de Blitzkrieg.
Para isso, ele dividiu suas forças em três grupos de exércitos.
O grupo norte deveria marchar em direção a Leningrado e seria ajudado por forças finlandesas. Contava com 29 divisões de infantaria, 570 tanques uma divisão da Luftwaffe.
O grupo de exércitos centro deveria tomar as cidade de Minski e Smolenski, além de contribuir para a destruição do exército russo norte. Só depois da tomada de Leningrado é que as forças nazistas deveriam rumar para Moscou. Um oficial objetou que o objetivo deveria ser Moscou, mas Hitler respondeu que Moscou era apenas um nome, lembrando de Napoleão, que conquistara Moscou, mas perdera a guerra.

Finalmente, o grupo de exércitos sul tinha como objetivo conquistar a Ucrânia, lançando ataques até a cidade de Kiev através do rio Dnieper. Depois deveria avançar pelo rio, impedindo uma retirada russa. Feito isso, deveria atacar pela retaguarda, exterminando o exército russo. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.