sexta-feira, junho 30, 2017

O uivo da górgona - parte 80

80
A massa humana ia sendo massacrada pelo mendigo e começou a recuar. Este, estimulado por esse sucesso inicial, começou a descer as escadas. Foi seu erro. Ao descer, aproximou-se o bastante para que um dos zumbis lhe puxasse o calcanhar. Tiozinho foi puxado e caiu para trás. Jonas percebeu e tentou avançar na tentativa de acertar os integrantes da horda. Mas o próprio corpo do mendigo criava uma dificuldade. Indiferentes aos golpes que vinham de Jonas e do próprio Tiozinho, a horda mantinha resoluta na tarefa de puxar o mendigo para baixo. Logo o seu corpo foi engolfado pela multidão, desaparecendo no meio dos corpos. Jonas desferia golpes a torto e a direito e chegou a matar dois, antes que a horda se recolhesse para baixo, levando consigo o mendigo.
Incapaz de falar, o pobre apenas emitia grunhidos de desespero. Lá do alto começaram a cair coisas e um vaso de plantas acertou um zumbi na cabeça, matando-o imediatamente. Mas Zu e Dani tinha medo de jogarem coisas maiores e acabarem acertando o Tiozinho, embora soubesse que ele acabaria morrendo de qualquer forma.
Enquanto isso, a horda se acumulava ao redor do tiozinho, estraçalhando-o com dentes e unhas. Pedaços de roupas eram arrancados junto com tufos de cabelos e pedaços de pele.
Ao mesmo tempo, a pressão da horda fazia com que Jonas recuasse. Atrás dele, Edgar também foi obrigado a subir.

Lá embaixo, o mendigo ia sendo transformado numa massa amorfa de carne, sangue e espasmos. Ao perceberem o banquete que os esperava, os zumbis da escada desceram na direção do corpo agora inerte. Jonas pensou em segui-los, mas era loucura ser pego em campo aberto. Na escada tinham chance contra a loucura homicida por causa do espaço apertado, mas ali, em campo aberto, era suicídio. Além disso, o mendigo já estava morto.  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.