terça-feira, abril 26, 2011

Os sociólogos de aparelhagem

Anderson Araújo

O mundo do tecnobrega estremeceu nos últimos dias. A polêmica sobre transformar o ritmo em patrimônio paraense inflamou paixões e ódios e expôs os gladiadores de um debate que demorou para explodir, mas explodiu. Um paiol de opiniões que teve o governador do Estado como ilustre acendedor de pavio ao vetar a ideia de institucionalizar o ritmo como um dos nossos estandartes musicais.
Leia o texto completo aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.