terça-feira, junho 07, 2011

Rico sim, imortal não

Se eu fosse rico não seria diferente dos demais. Certamente teria as mesmas manias, os mesmos vícios e até o mesmo pensamento: “o dinheiro compra tudo”.
Ah! Se eu fosse rico! esnobava como todo rico que se preza gosta de esnobar; carro do ano importado, apartamento na Vieira Souto ou em Copacabana, piscina térmica com onda, casa com altos muros, equipamentos de segurança de última geração, cães de guarda, circuito interno de TV, tudo para evitar a ação de seqüestradores e outras coisas mais das quais o rico lança mão pra se ver livre do assédio dos pobres.
Para os filhos, um carrão para cada um deles, quarto com televisor de plasma ou led, tela plana de 40 polegadas, DVD, computador, as melhores escolas, colégios e universidades e se não houvesse no Brasil mandava-os ao exterior. E como não poderia ser diferente a tradicional “cobertura” para as traquinuras e peraltices por eles praticadas.
A gente quando é pobre vive dizendo: se eu fosse rico dava isto ou aquilo aos pobres. Tudo mentira, se eu fosse rico com certeza daria uma “banana” ao pobres e adotaria a postura do deputado Justo Veríssimo (personagem do Chico Anísio), “eu quero que o pobre se exploda”. É isso mesmo, o rico é o rico e o pobre é o pobre, rico não gosta de pobre e o pobre tem medo do rico. Por isso, se eu fosse rico seria igual a todo rico: avarento, orgulhoso, ganancioso, egoísta e muito mais que isso.
Mas, em uma coisa eu me igualaria aos pobres: ser um candidato a defunto, cuja vil matéria servirá a um lauto banquete às minhocas e vermes da terra, porque do pó eu vim e ao pó retornarei.
Se eu fosse rico não seria imortal; afinal, o dinheiro não pode “comprar” a morte para evitar o rico.

JBarreto (aluno do curso de jornalismo da UNIFAP)

3 comentários:

  1. sincero e verdadeiro como todo texto deveria ser... excelente!

    ResponderEliminar
  2. Também gostei do artigo...

    Mas, será que daqui mais uns 20 anos isto ainda estará valendo?
    Ver:
    http://www.correiodoestado.com.br/noticias/cientista-da-nasa-pesquisa-caminho-para-imortalidade_111525/

    ResponderEliminar
  3. Muito bom o texto. Parabéns ao autor.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.