terça-feira, maio 01, 2012

Vingadores - o filme

Assistimos hoje Os Vingadores. Fomos para Santana fugindo do cine Imperator por causa do som. Chegamos lá descobrimos que o som era ainda pior, distorcido, de forma que dificultava entender alguns diálogos, especialmente nas cenas de ação.
Mas nem todo o incômodo do som fez com que eu deixasse de gostar o filme.
Todos aqueles que leram os quadrinhos Marvel nas eras de prata e de bronze vão se lembras das melhores aventuras que leram. O filme é um quadrinho em movimento... e quadrinho dos bons, com direito a humor, aventura, brigas entre heróis, uma ameaça real e um grupo que precisa colocar suas diferenças de lado para salvar a Terra. Ou seja: é tudo que se poderia esperar de uma adaptação dos Vingadores.
Eu gostei especialmente da Viúva Negra, uma heroina nem sempre bem aproveitada, mas que no filme se transforma numa espiã perfeita, capaz de incríveis jogos psicológicos para conseguir o que quer.
Outro destaque é o Homem-de-ferro e seus diálogos ferinos. A cena em que ele assusta Bruce Banner para ver se ele se tranforma no Hulk está entre os melhores momentos do filme.
Falando no Hulk, ele finalmente vive seu grande momento na tela grande. Depois de um fiasco absoluto e de um filme mediano, o gigante esmeralda mostra que é possível sim fazer um bom filme com ele, até pelas possibilidade de humor. O momento em que ele enfrenta Loki é, desde já, antológico. Em outro momento (spoiler) ele está tão empolgado com a luta que acerta Thor. Uma piada visual da melhor qualidade.
O Capitão América não está genial, mas segura bem a função de líder do grupo (embora eu não tenha gostado do novo uniforme). O único que me pareceu apagado foi Thor. Mas mesmo ele protagoniza alguns bons momentos, em especial o diálogo:
- Loki é meu irmão!
- Mas ele matou centenas de pessoas!
- Adotado...
Joss Whedon mostrou que é fã de quadrinhos, um ótimo diretor e um roteirista brilhante. Ele entende como ninguém a sintaxe das histórias Marvel e explora isso com maestria no filme.
Vale destacar também a cena no meio dos créditos. Aparece um personagem e sua fala é perfeita (só os fãs de quadrinhos entenderão): "Desafiá-los é cortejar a morte!".

4 comentários:

  1. Também achei o Thor o mais fraco.E o Hulk finalmente foi honrado.Primeiro Selvagem,depois sarcástico.

    ResponderEliminar
  2. Também gostei muito do filme. Concordo com seu texto. Em Avengers 01 Stan Lee e Kirby lançaram a revista primária com Thor, Homem de ferro, Hulk, Homem-formiga (depois Gigante) e Vespa para enfrentar o Loki, na história Loki usava o Hulk para tentar destruir o Thor, contudo os heróis se reuniram formando o esquadrão. Na saga mais nova "Supremos", temos a incorporação de outros heróis e o filme usa tb elementos deste. Vale lembrar que o Capitão América foi encontrado pelos vingadores, pelo Namor qdo ele enfurecido arranca um bloco de gelo (edição 4). O Filme apresenta elementos de duas fazes distintas. Gostei muito.

    ResponderEliminar
  3. prof quero saber do thanos se ele aparece?

    ResponderEliminar
  4. Ricardo, O Thanos aparece na cena dos créditos. O diretor já disse que é fã do Jim Starlin, então imagine o que vem por aí...

    ResponderEliminar