sexta-feira, julho 20, 2012

A morte de Sardanapalo de Delacroix

Jardel Dias Cavalcanti

Em 1827 Delacroix pintou a obra A Morte de Sardanapalo, inspirada no trabalho do poeta romântico inglês Lord Byron, que conta a história do cerco e da queda do rei da segunda dinastia assíria, cercado no seu palácio, no final do século IX.

Sobre uma audiência ofendida, Delacroix apresentava com esta tela uma avalanche de cor e movimento. O impacto da obra era forte demais para o público e a crítica, que se apressaram a condená-la. A inspiração na pintura de Rubens foi considerada como descuido; os erros de perspectiva foram atribuídos às incertezas do espaço retratado e à confusão do primeiro plano. Na verdade A Morte de Sardanapalo destruía as três unidades sagradas do estilo acadêmico. Transcendendo as leis da perspectiva, a tela demonstra uma coerência estilística absoluta no seu jogo livre de volumes sinuosos, enquanto todos os componentes do quadro (vestuário, corpos e objetos), testemunham as virtualidades de Delacroix.  Leia mais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.