terça-feira, agosto 07, 2012

Batman ressurge

Assisti o filme que fecha a trilogia Batman de Christopher Nolan. Difícil falar do filme sem revelar spoilers. O filme é muito bem dirigido, mas o forte mesmo é o roteiro bem amarrado, que costura todas as situações da trilogia, transformando-a em um filme só. Além, é claro, das ótimas viradas. Uma delas, no final do filme, é realmente surpreendente.
Bane nem de longe é um personagem muito profundo nos quadrinhos, mas o roteiro de Nolan consegue dar-lhe tridimensionalidade que vai muito além do brutamontes com máscara.
Ah, e a Mulher-gato finalmente encontrou sua versão definitiva nas telas. 
A primeira parte do filme é meio arrastada, mas prepara o expectador para o que virá depois. Um simples diálogo entre Bruce Wayne e Alfred, logo no início, torna-se importantíssimo para a compreensão do final. Esse talvez seja um problema: muitos não conseguirão "pescar" todos os ganchos. Além disso, houve pressão por parte dos produtores para que Nolan cortasse o filme, razão pela qual em alguns momentos o filme parece meio pulado, com situações que se desenvolvem rápido demais. Há até alguns cortes nitidamente mal-feitos.
O jeito é esperar a versão em DVD, em especcial se for a versão do diretor, para ver e ligar todos os pontos dessa trilogia que é um exemplo de roteiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.