quarta-feira, dezembro 26, 2012

Natal de caos

Nosso Natal foi um caos de balbúrdia e cacofonia.
Simplesmente, os vizinhos resolveram fazer uma disputa de música alta.
O dono do bar ao lado de casa, ficou até tarde, dançando sozinho, com a música em volume ensurdecedor. Quando viu minha irmã chegando, aumentou o som, ameaçador.
Na manhã seguinte, às 8 horas, o outro bar começou com o som, em volume máximo. Eu, que tinha ido dormir de madrugada, acordei assim que começou o som. Final da manhã, o vizinho que dançara sozinho acordou anunciando: "Acordei! Agora vai ter barulho!". E cumpriu a promessa. Colocou  o som em volume máximo. Nisso, o vizinho de trás já ligara o som. Ficamos cercados de som alto por todos os lados.
A única solução foi fugir para a casa da minha irmã, que mora no bairro Jardim. Lá, por incrível que pareça, estava tudo calmo.
O curioso é que minha rua era calma. À noite o único som que ouvíamos era o pio das corujas. Tudo mudou quando abriu o bar aqui ao lado. A partir daí, outros vizinhos se sentiram estimulados a também aumentarem o som.
Um Natal de caos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.