sábado, janeiro 25, 2014

Turma da Tribo Será Destaque no Dia do Quadrinho Nacional em Macapá

A história em quadrinhos Turma da Tribo, criação de Gian Danton com desenhos de Ricardo Manhães será lançado dia 01 de fevereiro, a partir das 14 horas, na Biblioteca Pública Elcy Lacerda, como parte das comemorações do dia do quadrinho nacional em Macapá. O gibi foi um dos projetos contemplados com o edital de literatura Simãozinho Sonhador, da Secult-AP.
Turma da Tribo é uma história em quadrinho infantil voltada para temas amazônicos, como a preservação da floresta. Nela a realidade local, como um jantar à base de açaí e camarão, se mistura ao traço europeu de Manhães. Repleta de trocadilhos e palavras regionais, a série também se destaca pelo humor gráfico.
Na história, os índios Poti, Apoema e Toró encontram uma área de floresta devastada, com árvores caídas para todos os lados. Logo descobrem que se trata do plano de um vilão e seus desastrados ajudantes, que pretendem se apoderar de toda a madeira de lei da reserva. Para impedi-los, o trio contará com a ajuda de Baquara, o inventor da tribo. Mas a grande ajuda mesmo acaba vindo de um ser da floresta, o Caipora.
Gian Danton (pseudônimo do professor universitário Ivan Carlo Andrade de Oliveira) é roteirista de quadrinhos desde 1989, já tendo trabalhado para diversas editoras e revistas, entre elas a MAD. Durante anos foi o roteirista de Joe Bennett, com o qual criou a cultuada HQ Família Titã.  Seu trabalho mais conhecido na área foi o texto da graphic novel em duas partes Manticore, ganhadora dos prêmios Ângelo Agostini, HQ Mix  e Nova. Foi um dos selecionados para o álbum MSP+50 em homenagem aos 50 anos de carreira  de Maurício de Sousa, para o qual produziu uma versão vintage do Astronauta, com desenhos de JJ Marreiro. Seu livro Grafipar, a editora que saiu do eixo, foi indicado este ano para o prêmio HQ Mix na categoria melhor livro teórico.
Ricardo manhães é ilustrador e autor de história em quadrinhos. Trabalhando há mais de 14 anos para o mercado europeu de HQ , conta com participações em coleções importantes do mercado Francês e Belga como “Les Guides  en BD” e “Les Foot Furieux”, e também várias publicações traduzidas para o Holandês. Todos os álbuns  publicados, seja solo ou em participações, somam mais de 160.000 exemplares vendidos na Europa. Em 2010 foi convidado a fazer sua versão da Turma da Mônica, em estilo Franco-Belga de humor, para o álbum MSP+50 em homenagem aos 50 anos de carreira de Mauricio de Sousa.
O dia do quadrinho nacional foi instituído em 1985 para homenagear o desenhista Ângelo Agostini, que em 30 de janeiro de 1969 publicou a primeira tira do personagem Nhô Quim, sendo um dos pioneiros mundiais. Desde 1985, 30 de janeiro é o dia do quadrinho nacional. Em Macapá a data será comemorada só no dia 1 de fevereiro e incluirá, além do lançamento do gibi Turma da Tribo, palestras e filmes. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.