terça-feira, novembro 24, 2015

Bosonaro presidente


Acho que talvez fosse interessante elegerem Bolsonaro presidente. 
Hoje em dia as pessoas parecem não ter muita noção do que é um presidente, do que é sua responsabilidade e do que ele precisa fazer para governar. 
Lembro de quando publiquei meu texto sobre o impacto da proibição da publicidade infantil sobre os quadrinhos. A resolução tinha sido tomada por um conselho formado quase exclusivamente por pessoas ligadas ao banco Itaú, através da ONG Alana. Mas logo fizeram memes do tipo "Dilma quer acabar com os quadrinhos".
A performance no Sesc também logo foi credita a Dilma, como se uma presidente fosse capaz de fiscalizar que tipo de espetáculo é apresentado nos sistemas S do Brasil a fora.
Dia desses viralizou um vídeo de uma pessoa em frente a um estádio que estava sendo construído pelo governo do estado de Goiás, e estava atrasado, e mais uma vez, o atraso foi creditado à Dilma.
Da mesma forma a catástrofe ecológica em Mariana, realizada por uma empresa privada, foi creditada a Dilma.
E, por outro lado, vejam todos os acordos que ela é obrigada fazer para governar. O PMDB simplesmente controla o congresso e, se quiser, paralisa o governo e até afasta o presidente. Já vi assembléia legislativa ameaçar cassar mandato de governador por ele ter atrasado dinheiro de repasse para... a assembléia! Sabe-se lá que acordos Dilma fez para não cair, mas qualquer presidente teria que fazer acordos e mais acordos. Entregar em troca cargos, ministérios etc.
Será que como presidente, Bolsonaro será cobrado da mesma forma? Ele será responsabilizado até por uma peça de teatro apresentada no interior do Brasil?
E, por mais que esteja bem-intencionado (dentro da mentalidade dele, acho que de fato ele está bem intencionado), como ele fará um governo sem fazer acordos com os deputados e senadores corruptos?
Ou será que espera-se que Bolsonaro, eleito presidente, feche o congresso?
Então, eleito presidente, Bolsonaro terá um árduo desafio pela frente: ser responsável por tudo que acontece no Brasil e ainda lidar com um congresso corrupto.
E ainda vai ter que arranjar tempo para fiscalizar a vida sexual do brasileiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.