terça-feira, dezembro 29, 2015

Vivemos em uma ditadura?


Tenho visto um meme dizendo que o Brasil vive uma ditadura. 
Os argumentos são três: o de que o PT estaria dominando o judiciário, indicando os ministros do supremo; de que o PT estaria aparelhando as escolas, indicando o conteúdo programático das escolas; de que o PT estaria controlando a mídia. 
Não defendo o PT. O partido já se mostrou mais sujo que pau de galinheiro. E Dilmas está fazendo um péssimo governo. 
Mas dizer que o Brasil é uma ditadura? E dizer isso sem ser preso?
Mas vamos aos fatos: Todos os presidentes indicaram ministros do Supremo. Sarney indicou, Collor indicou, FHC indicou. Tem gente do Sarney até hoje no Supremo. E o presidente da Argentina, mal assumiu, a primeira coisa que fez foi indicar juízes do supremo. A única forma de resolver isso é impedir presidentes de indicarem os integrantes do Supremo. É ruim? É, mas não é ditadura. É um procedimento legal.
Segundo, o governo federal indicar o conteúdo programático. O governo federal sempre fez isso. Sempre. Isso é função do governo federal. Senão, cada escola ensina o que quiser e vira uma bagunça. Pode haver algo de ideológico nesse conteúdo? Pode, mas dificilmente mais do que o que aconteceu durante o regime militar, em que chegou-se a criar uma disciplina só para falar bem do regime militar, dizer que os militares eram heróis e quem discordava deles vilão. E os livros eram fiscalizados para se ter certeza de que era isso mesmo que se estava ensinando.
E, terceiro, controle da mídia? Tá de brincadeira, não? A mídia bate diariamente no PT e existe uma revista, a Veja, cuja única função é bater no PT.
Ainda falta muito para aperfeiçoarmos a democracia brasileira. Mas só paranóicos podem achar que vivemos uma ditadura. E pior: essa paranóia está sendo usada para justificar exatamente a volta da ditadura. Ou seja: o medo de uma ditadura, que até o momento não existe, sendo usado para justificar a implantação de uma ditadura.


Em tempo: acho que deveria de fato existir uma disciplina voltada ao civismo (não jogar lixo no chão, respeitar aos outros, esperar no metrô as pessoas saírem antes de tentar entrar etc). Mas a EMC era só lavagem cerebral.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.