sexta-feira, janeiro 29, 2016

O que é ser homem?



Confesso que fiquei tão curioso a respeito da polêmica a respeito dessa capa que, ao achá-la em um sebo, resolvi comprá-la. Para quem não sabe, o deputado Bolsonaro fez um vídeo no qual dizia que a revista era na verdade um livro que tinha como objetivo ensinar meninos a se vestirem de meninas - ou algo assim.
Primeiro: não é um livro. É uma revista. 
Segundo: nitidamente não é direcionado a crianças. A linguagem é técnica. Dificilmente uma criança que venha a pegar essa revista vai entender alguma coisa. Pudera. A revista é destinada a professores, não a alunos.
Terceiro: a publicação, ao contrário do que dá a entender Bolsonaro, não é toda dedicada ao assunto. São 8 páginas de 88, incluindo matéria sobre como ensinar MATEMÁTICA.
E o menino da capa refere-se a um caso real. Um garoto britânico que resolveu ir à escola vestido de princesa numa festa à fantasia. E a revista levanta a discussão sobre o que fazer num caso desses. Em nenhum momento da matéria é dito que se deve incentivar meninos a se vestirem de meninas, como é dito no vídeo de Bolsonaro.
Não concordei totalmente com a matéria (felizmente) e eu acrescentaria alguns entrevistados com visões menos concordantes entre si. E, pessoalmente acho de uma bobagem tremenda isso de hoje em dia usar x no lugar de o ou a nos nomes de pessoas.
Mas a matéria levanta questões interessantes, especialmente sobre a questão da definição dos gêneros e seus estereótipos, que me levaram aos seguintes questionamentos:
- Por que um homem que veste camisa rosa deixa de ser homem e um homem que bate em mulher continua sendo visto como homem?
- Por que um aluno cujo número 24 na chamada vira motivo de chacota entre os colegas, mas o que faz plágio continua sendo visto como homem?
- Por que um homem, para ser considerado homem, precisa gostar de futebol?
- Por que um indivíduo que não honra com sua palavra continua sendo visto como homem, mas um indivíduo que cozinha ou costura é visto como menos homem?

- Por que um homem que abandona sua mulher grávida de um bebê com microcefalia continua sendo homem, mas um garoto que prefere vôlei ao futebol deixa de ser homem?
- Por que o garoto que bate no outro porque ele tirou uma nota alta na prova é considerado machão e o garoto que apanha é considerado mariquinha não só porque não foi capaz de revidar, mas também porque tirar nota alta na prova "é coisa de menina"?
São questões, sem dúvida, interessantes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.