quinta-feira, janeiro 05, 2017

Ponto de venda: diversão

Muitas pessoas não gostam de fazer compras. Os varejistas se adaptaram a isso de duas maneiras opostas. Uns tornaram o antedimento tão rápido ou tão prático (como as compras pela internet) que a pessoa nem sente que está comprando. Outros tornaram o ato de comprar tão divertido que as pessoas simplesmente esquecem do tempo. A Stew Leonard é um exemplo disso, com as suas lojas cheias de bichinhos e funcionários fantasiados.
O sucesso dos shoppings centers mostra que a diversão aliada à compra é uma equação que funciona: as pessoas vão ao shopping center para se divertir e acabam comprando.
Na área de serviços, muitas empresas têm investido em diversão. É o caso dos restaurantes que fazem um parquinho para que as crianças se brinquem enquanto esperam as refeições. A simples presença de uma televisão numa lanchonete pode tornar o ato de esperar mais agradável. 

Sem comentários:

Enviar um comentário