quinta-feira, fevereiro 23, 2017

Como era a Alemanha na época do surgimento do partido nazista?

A Alemanha vivia na década de 1920 uma situação totalmente caótica. As reparações de guerra, exigidas do povo alemão, quebraram a economia. Em 1923 o valor do marco, moeda alemã, havia caído tanto que para as donas de casa valia mais a pena acender o fogão com dinheiro do que usá-lo para comprar lenha.
Há relatos de pessoas que entravam em uma fila para comprar pão e, quando finalmente chegavam ao caixa, o preço já havia aumentado.
Com medo de que a Alemanha pudesse se reeguer e tornar-se uma nova ameaça, os vencedores da I Guerra Mundial haviam  procurado privá-la de seus recursos naturais e dividida. O tratado que deu fim à guerra proibia aos alemães possuírem submarinos, aviões militares ou um exército permanente numeroso. A Alemanha e a Áustria não poderiam mais se unir. Além disso, o país perdeu alguns de seus melhores territórios. A Alsácia-Lorena voltou a pertencer à França, a Bélgica tomou posse de Malmédy. A Polônia tomou conta da Posnânia e parte da Prússia. A região de Tirol passou para a Itália e a área dos Sudetos foi entregue à Tchecoslováquia. Dantzig tornou-se um estado livre.
Além disso, os vencedores impuseram à Alemanha pesadas taxas. 38% do capital total do país era entregue aos vencedores da I Guerra, como reparação.   

Privada das regiões com melhores recursos naturais e que abrigavam o grosso das indústrias, obrigada a pagar reparações absurdas, a Alemanha parecia não encontrar saída. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.