segunda-feira, fevereiro 27, 2017

O que foi o Putsch da cervejaria?

Foi uma tentativa dos nazistas de tomarem o poder. Os nazistas já estavam organizando um golpe de estado para o dia 11 de novembro de 1923 quando souberam que os três principais nome do governo na Baviera estariam em Munique para uma manifestação patriótica. Acharam que aquele era o momento ideal, embora houvesse os riscos relacionados à antecipação da data. Hitler custou a tomar a decisão. Até chegou a beber alguns goles de cerveja, coisa de raramente fazia. Finalmente aprovou o putsch.
O golpe, que deveria ser sério, degenerou numa comédia de erros. Ninguém sabia o que estava acontecendo, ou quem estava de que lado. As mensagens não chegavam ao seu destino, figuras importantes perdiam a calma e ordens eram dadas e revogadas a cada minuto.
A reunião patriótica aconteceu em uma cervejaria e a maioria dos presentes já estava embriagada quando Hitler subiu em uma mesa e, após dar um tiro para o alto, anunciou o golpe. Disse que o governo de Berlin havia sido derrubado pelos nazistas e ameaçou fuzilar os representantes do governo da Baviera se eles não concordassem em apoiar o golpe. Os três, claro, concordaram rapidamente com a exigência. Mas tão logo puderam sair da cervejaria, mudaram de idéia.
Para piorar, os membros da SA haviam tomado todos os edifícios públicos da cidade, menos o centro de comunicações, o que permitiu que os governistas chamassem reforços.
Enquanto isso, Hitler marchava na direção dos escritórios governamentais. Achava que seria aclamado, mas foi recebido a tiros. Dezesseis nazistas foram mortos. Goring foi atingido por uma bala, mas conseguiu fugir. Hitler deslocou fortemente o ombro e o general Ludendorff foi preso.

O que começou como um golpe vitorioso terminou como uma ópera cômica, mas Hitler saberia transformar esse desastre numa oportunidade de divulgar suas idéias.  

Sem comentários:

Enviar um comentário