domingo, fevereiro 12, 2017

Projeto de pesquisa: problema

Todo trabalho começa com um questionamento, uma pergunta que deve ser respondida. De acordo com Köche (2003, p. 106), um problema inteligente é aquele que contem uma possível resposta e delimita a pesquisa, além de relacionar duas ou mais variáveis: “Um problema de investigação delimitado expressa a possível relação que possa haver entre, no mínimo, duas variáveis conhecidas. Deve ser uma pergunta inteligente, isto é, que indique os possíveis caminhos que devem ser seguidos pelo investigador”.

Assim, o problema abaixo não é uma pergunta inteligente:

Qual o impacto das novas tecnologias sobre o comportamento das pessoas?

         O que há de errado com ele? Primeiro, ele não delimita a pesquisa, segundo ele não faz relação entre variáveis. O mesmo problema poderia ser melhor expresso da seguinte maneira:

O uso do computador torna as pessoas mais solitárias?

Formulado assim, o problema nos dá uma idéia de como deveremos fazer a nossa pesquisa e até a respeito da metodologia necessária para responder a essa pergunta. Ele estabelece uma relação entre uma variável independente (uso do computador) e uma variável dependente (aumento de solidão).
         A problemática deve ser elaborada de forma clara e precisa.
         Um outro exemplo:
         Qual a causa do grande número de assassinatos com armas brancas em Macapá?
         A problemática acima, embora seja uma pergunta, não cumpre a função de delimitar a pesquisa e indicar uma relação entre variáveis.
         O mesmo problema seria melhor descrito da seguinte maneira:
         O grande número de assassinatos com armas brancas em Macapá é provocado pelo uso abusivo de bebidas alcoólicas?
         Redigida assim, o problema dá ao pesquisador uma boa noção de como fazer a pesquisa. Ele deverá procurar uma relação entre os assassinatos com arma branca (variável dependente) e o consumo abusivo de bebidas alcoólicas (variável independente).
         Segundo Rudio (2002, p. 94), o problema deve apresentar três qualidades fundamentais: a) enunciar uma questão cuja melhor solução seja uma pesquisa; b) apresentar uma questão que possa ser resolvida através de processos científicos; c) ser factível com relação à capacidade de pesquisa do investigador. 
         Assim, indagar quantos dias tem o ano não é um problema científico, pois a resposta é conhecida e não é necessário pesquisar para descobri-la.
         Da mesma forma, questões que não possam ser resolvidas cientificamente não servem. Por exemplo: qual é a cor das asas dos anjos? Até o momento, a ciência não desenvolveu instrumentos que permitam descobrir a resposta para essa pergunta. Esse, portanto, não é um problema científico.

         Quanto ao item c, muitas vezes os alunos escolhem um problemática que demanda grandes recursos ou toda uma equipe. Exemplo: “O papel da mulher sofreu alterações na literatura de todos os países do mundo na virada do século XIX para o século XX?”. Uma problemática dessas é impossível de ser realizada por um único pesquisador. Semelhante tema poderia ser melhor formulado da seguinte maneira: “O papel da mulher sofreu alterações significativas na literatura brasileira durante a virada do século XIX para o século XX?”.

Sem comentários:

Enviar um comentário