segunda-feira, junho 26, 2017

Como os alemães tentaram esconder os campos de extermínio?


Os alemães tentaram esconder dos mundos o que acontecia nos campos de concentração. A idéia dos fornos foi justamente para não deixar corpos e, portanto, provas. Na medida em que ficava claro que os nazistas não ganhariam a guerra, eles começaram a fazer tudo o possível para apagar as pistas dos horrores.
O que aconteceu no campo de Treblinka exemplifica bem isso.
Os prisioneiros judeus restantes, que haviam sido forçados a desmantelar o campo, foram transferidos para o campo de morte de Sobibor em 20 de Outubro de 1943, através de Siedlce e Chelm.
Em 17 de Novembro de 1943, o último transporte partiu, carregando equipamentos do campo. Partes dos alojamentos foram enviados para o Campo de Trabalhos Forçados de Dorohucza próximo a Trawniki.
Os fornos foram derrubados, assim como os galpões. Árvores foram plantadas para que o local se parecesse com uma fazenda.
Um guarda ucraniano, chamado Streibel foi deixado ali, como se fosse um fazendeiro. Além disfarçar a verdadeira função da área, ele servia para afugentar a população que se aproximava.

Quando esse guarda foi embora, a população das proximidades desceu até o local para tentar encontrar objetos de valor. Nisso, eles revolveram a terra e encontraram parte de corpos em decomposição. Finalmente eles entenderam para que servia aquele campo: para exterminar pessoas. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.