segunda-feira, janeiro 22, 2018

Flash Gordon (1936) Serial clip



O amigo JJ Marreiro me conseguiu uma verdadeira raridade: os episódios de matinê do Flash Gordon, de 1936. Para quem não sabe, Flash Gordon é um dos mais importantes quadrinhos clássicos. Quando surgiu, no final de década de 1929, revolucionou as tiras de jornais com sua narrativa de aventura muito bem desenhada, com um monstro ou perigo a cada sequência. Tornou-se o mais claro exemplo de space opera. Também foi a maior influência de Guerrra nas Estrelas. George Lucas queria fazer o Flash, mas, como não conseguiu autorização, resolveu criar sua própria história, com os mesmos elementos: um imperador malígno, uma princesa, um herói destemido liderando uma revolta. Até a cena de abertura, com o letreiro resumindo a história anterior, foi inspirada no seriado de Flash Gordon. Claro que Lucas, a partir desses elementos em comum, criou sua própria e poderosa mitologia. Nessa versão de 1936 é possível perceber claramente a influência do expressionismo alemão, em especial o filme Metrópolis, de Fritz Lang, especificamente no cenário e direção.
Eu tive sorte de ver isso no cinema. Não, eu não sou tão velho assim. É que, quando era criança, o dono do cinema da cidade onde eu morava (Lavras- Minas Gerais), tinha o costume de colocar sempre um matinê antes do filme principal, como um brinde. Surpreendentemente, 40 anos depois, mesmo com efeitos campengas, esse seriado ainda empolgava a garotada.

Sem comentários:

Enviar um comentário