quarta-feira, junho 19, 2013

O manifesto em Macapá

Fomos hoje na manifestação de Macapá. Durante todo o percurso não vi um único ato de violência ou vandalismo. O máximo era alguém que soltava fogos. A palavra de ordem era "Sem violência" e "Vem pra rua". 
Acredita-se que devam ter comparecido mais de 12 mil pessoas ao protesto. E foi bonito. Sem carros de som ou uma liderança única, o que se via eram múltiplas vozes que se mostravam principalmente através de cartazes, muitos deles contra os gastos com a Copa, ou contra a corrupção. Foi belo ver todo mundo cantando o hino nacional. Brasileiro só é patriota na hora de jogo da seleção. Bonito ver esse patriotismo sendo usado na busca por melhoras. 
Início da noite o manifesto retornou à Praça da Bandeira e começou a dispersão.
Segundo relato, nesse momento começaram a chegar pessoas que não haviam feito parte do protesto e foram elas que mancharam o protesto com atos de violência. Não eram manifestantes. Eram bandidos e como tais deviam ser tratados. Pena que ainda havia alguns manifestantes quando a polícia começou a reprimir os atos de vandalismo (embora a grande maioria já tivesse ido embora).
Minha sugestão, caso haja outros protestos: se virem esses vândalos em ação, voltem para casa e deixem a polícia cuidar deles.    














1 comentário:

  1. Contra a corrupção, contra o péssimo serviço público, na saúde, educação, salários...
    E contra os custos de 33 milhões por ano para cada senador ou deputado. Contra os enriquecimentos ilícitos dos políticos e servidores...a lista é grande. Contra a violência policial. Contra os armamentos da força policial.
    Não somos vândalos, somos bárbaros, ostrogodos e visigodos, por um Brasil solidário e justo com seus filhos.
    www.saitica.blogspot.com
    facebook daniel de andrade

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.