domingo, dezembro 18, 2016

Ponto de venda: bairro

O ideal é ter um ponto de venda no centro ou em um bairro? Em local de alto padrão ou popular? Tudo vai depender do tipo de produto oferecido e público-alvo desejado. Mas, para lojas em bairros é bom tomar certos cuidados.
Um bom início é sempre ter noção do nível de emprego das pessoas que residem ou mesmo transitam pelo local. É a partir desse ponto que se tem noção da classe social dos moradores e dos transeuntes da localidade. É um ponto-chave na hora de decidir se seu ponto de venda terá mercado ou não.
Analisar a vitalidade da área é um complemento ao estudo de nível de emprego. Para isso, é necessário avaliar o quão as pessoas de determinado bairro saem às compras pelas redondezas. Se for constatado que a maioria prefere comprar em outros bairros ou centros comerciais, o melhor é não insistir. É um sinal claro de que o bairro não comporta PDVs.
Também é interessante estar atento à legislação. Algumas cidades proíbem comércio em determinadas áreas. É melhor se informar sobre isso do que ser pego de surpresa.
Outro fator relevante é o trânsito. Há ponto de ônibus nas proximidades? Há espaço para estacionar ou é necessário criar um estacionamento próprio? O local é de fácil acesso? Todas essas variáveis são importantes e precisam ser levadas em consideração quando se pensa em um ponto de venda em bairros. Isso influi diretamente na questão da proximidade dos consumidores com o ponto de venda. Não adianta ter um PDV apresentável, com ótimos produtos à mostra, e estar localizado em um local onde quase não há tráfego de pessoas. O PDV ideal está sempre próximo dos seus consumidores.
Claro, atrações também são importantes. Pois é isso que diferencia determinado ponto de venda dos demais. Há vários elementos que contribuem para a satisfação do cliente. Mas para “fisgar” o consumidor uma boa apresentação é indispensável. Por exemplo, uma loja de roupas infantis, com certeza, estará à frente de suas concorrentes se oferecer um espaço de distração para as crianças. Nesse caso, algumas pessoas até sairão um pouco da rota só para ter esse benefício. Dessa maneira há duas vantagens, manter as crianças ocupadas e dar mais tempo para as mães escolherem o que querem.

Algo interessante e que funciona como um bônus para o PDV é a proximidade com bancos. Atualmente este é um ponto fundamental. Quase ninguém anda com grandes quantias de dinheiro na carteira. Estar localizado próximo a bancos é garantir que seus clientes terão acesso a suas contas, além de agregar valor a seu ponto de venda, já que, o consumidor, além de poder fazer compras, pode aproveitar para utilizar qualquer outro serviço bancário. Ou mesmo o contrário. Ele poderia ter como foco o banco e aproveitar para lhe fazer uma visita.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.