quarta-feira, outubro 09, 2013

Sescanta Amapá 2013 começa nesta quarta-feira


Está tudo pronto para o SESCANTA. No palco vai rolar o melhor da música regional, com composições inéditas e outras já conhecidas. As inéditas, 12 faixas, vão compor o CD da 10ª Edição do Sescanta Amapá. Nonato Santos, Willian Cardoso e Dilean Momter (interpretando Aroldo Pedrosa), Illan do Laguinho, Chermont Juniot, Tom Campos e Karol Diva abrem o primeiro dia da mostra.  

A cantora Lucina encerra a primeira noite de apresentações, interpretando composições autorais. Acompanhada do seu violão e atabaque, ela vai relembrar obras criadas em parceria com o camaleônico Ney Mato Grosso, como o “Bandoleiro”, cantar outras tantas compostas com Zélia Duncan e homenagear um parceiro amapaense de longa data, Joãozinho Gomes, com quem dividirá o palco ao embalo de Sabor Açaí. 

No segundo dia é a vez dos ritmos, gingados, vozes e emoção de Paulo Bastos, Taty Taylor, Clay Luna, Sérgio Sales, Bebeto Nandes e Albe Matos (interpretando Gerônimo Barreto). E a Banda Afro Brasil, com o contagiante som dos tambores aliado às cordas e outros instrumentos musicais são os responsáveis por fechar a edição de uma década do Sescanta Amapá. A banda, que nasceu no quilombo do Curiaú, mistura os tradicionais “ladrões”, som do Marabaixo, e o “bandaio”, do Batuque, com seus tambores e caixas. 

Sescanta 2013 

Principal mostra de música do Estado, o Sescanta busca fortalecer a produção artística local, descobre talentos, consagra artistas e enaltece a criação de compositores, músicos e intérpretes do Amapá.
  
Os 12 selecionados gravarão um CD com músicas inéditas, marcando uma década do projeto, além de receberem troféus e incentivo cultural em dinheiro. O projeto será realizado nos dias 9 e 10 de outubro, no Espaço Recreativo Cultural do Sesc Araxá, e tem como público-alvo comerciário, estudantes universitários, alunos de escolas públicas e privadas, comunidade e artistas no geral. As apresentações iniciam às 19h.

Selecionados e suas obras musicais

01 – Chermont Júnior: obras - O Festivaleiro, Curumim das Guitarradas e Indignação Nacional;
02 – Paulo Bastos: obras – Batuqueiro, Sim ou Não, Recado;
03 – Bebeto Nandes: obras – Festejo 4 de Fevereiro, Zabelê e Preto Veio;
04 – Aroldo Pedrosa: obras – Asas da Palavra, Último Enredo e Nega;
05 – Cley Luna: obras – Rastro e faro, Na veia e Ribeirinho;
06 – Illan do Laguinho: obras – Minha fé, Poço da boa hora e Dandara;
07 – Karol Diva: obras – Sereia do Rio Amazonas, viver melhor e No canto do sabiá;
08 – Taty Taylor: obras – Segura na tua saia, Menina do Rio Amazonas e Canto Minha Fé;
09 – Sérgio Sales: obras – O menino e a rosa, Encantado e Alquimia;
10 – Nonato Santos: obras – Cândida Ninfa, Coração de Uaiuá e Façamos Alguém sorrir;
11 – Tom Campos: obras - Meu Amapá, Santana Jazz e Voo Livre;
12 – Albe Mattos: obras – Apocalyptica, Olhos de condor e Poroc, poroc.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.